sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009


Ultimamente tem me rondado uma intolerância, nada que me faça proferir palavrões, nem agredir o homem que fuma em local fechado contrariando a lei de proibição, nem discutir sobre a falta de bom senso, nem perguntar a moça do lado porque ela já reclama a essa hora da manhã. Respiro fundo, agradeço a Deus pela invenção do fone de ouvido, pouso a face na janela e sinto o ar soprar como se me pedisse para ter calma.

Ando meio fadada... fumaça, lixo atirado pela janela, falta de educação, arrogância, violência gratuita(violência é sempre gratuita). Paraíso está bem longe do lado de fora da casa.

O mundo individualista, o mundo casca de ovo, o mundo dentro de casa, é o mundo egoísta no meio da rua e na calçada.



Um comentário:

fernando disse...

Rose? este seu post demonstra que temos algumas semelhan;as em nossas formas de ver o mundo, claro que devemos ter N diferen;as,o que parece bom
Gostaria de poder conversar com as pessoas dentro do transporte publico, mas permite que o mundo me embrutecesse, fazendo-me muitas vezes semelhante ao que eu condeno.