sexta-feira, 26 de junho de 2009



Barcellos,


Eu te amo. Eu já havia dito isso antes? Te amo sem a fúria dos amantes, te amo devagar como a única estrada sem fim que eu não temo. Eu te amo simples e cuidadoso, eu te amo sem obscenidade, sem corpo atirado, mas ainda assim, eu te amo recheio de beijos e muitos abraços, e não é a proximidade de uma distância que se impõe que vai afastar o sentimento instituído. Eu te amo escancarado, eu te amo declarado, eu te amo sem fazer o jogo de esconde-esconde de quem tem medo de dizer primeiro. Eu havia lhe dito antes, mas antes está tão longe que vale dar um zoom.
Eu amo esse seu jeito de ter a tua convenção, de caminhar com ouvidos tapados, de transmitir tua parte boa mesmo quando essa é a única parte que tens. Teu sorriso vale uma verdade, é a verdade que eu preciso ter.
Eu te amo arrumadinho como os cristais na mobília, eu te amo organizado demais por isso nunca fora de hora, eu te amo distante e eu te amo na lembrança que surge repentinamente. Eu te amo amigo, eu te amo longo e comprido e eu te amo sempre mais.
Você vai, mas fica o amor tatuado e a estrada sem fim.

Nos vemos nas férias,
Rose

4 comentários:

fernando disse...

Lermbrei da canção "Eu preciso dizer que te amo", do Cazuza.

Eurico disse...

O teu amor quase que salta da tela! É mesmo tempo do amor! De todas as formas e maneiras. Urge que amemos! É preciso amar as pessoas como se não houvesse amnhã...

Abraçamigo.

Natasha disse...

Bem,isso me fez lembrar as lindas palavras do saudoso Vinícius :"Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! A alguns deles não procuro, basta saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida...mas é delicioso que eu saiba e sinta que eu os adoro, embora não declare e os procure sempre...". Enfim, meio piegas, mas a ocasião e o contexto permitem-se ser duplamente piegas.rsss.
Homenagem linda, simples e o mais importante: transbordando sinceridade. Barcellos merece!
Ah, só p/ não perder o hábito, TE AMO, AMIGA.

Luana disse...

Fiquei fã de seus versos. Lindo, parabéns!!!