sexta-feira, 12 de junho de 2009

MESMO QUE VOCÊ NÃO VENHA DIA 12...

Eu queria que você viesse a tempo, eu queria que você viesse comigo disposta, apostando todas as fichas na história que há de ser, no tapete retalho que seja, na colcha de cetim que sonhara, na almofada remendada que um ajuste aqui outro lá faria parecer nova. Esse meu querer de qualquer jeito, em hipótese alguma deverá ser confundido com tanto faz, com coisa miúda advinda de qualquer um da esquina. Eu queria você, e isso deveria ser o suficiente para calar tantas desconfianças.
Eu queria nada de repetições, nem truques, coelhos saindo pela cartola, carros de som e rosas atiradas de um helicóptero. Eu queria mesmo no chão, de janelas abertas, eu queria o mordiscar que só você sabe dá e nenhuma dívida no cartão, nem cheque a perder de vista. Eu queria a tua coragem nas mãos, prestes a cair ao dizer eu te amo, a tua insegurança e a tua ansiedade pela resposta exata; não seriam necessários faixas e declarações públicas no outdoor. Eu queria nada além do que podes me dar.
Essa história de dizer que eu escolho demais, de duvidar minha cama vazia e o corpo sem agasalho e coberta, num colchão onde nem se dorme de conchinha; é coisa dessa gente que antecipa e sequer arrisca me puxar pra dançar, que sabe antes de mim das escolhas todas que nem estiveram a meu alcance.
Eu queria que você desse um jeito nessa gente toda que faz coro. Eu queria que você viesse antes, que você viesse no tempo certo que é seu, se não outro passa e me leva os olhos em direção.
Eu queria que você chegasse de surpresa e me pegasse assim sem subterfúgios, sem complicações e precauções.
Eu queria ontem, eu quereria anteontem, e amanhã, depois de hoje, é provável que eu ainda queira, se outro alguém não me quiser mais do que eu te quero agora, e eu me deixe levar.

Rosemeri Sirnes

2 comentários:

Eurico disse...

Com esse belo e sincero convite, e com esse sorriso moreno, só o alvo da mensagem não te ler, para não vir. rs
Gostei dessa foto. És tão menina e bonita. Tenho uma fihota que se parece contigo demais. Nossa!
Torço pra um final feliz nos sonhos do teu eu-lírico. E que o próximo texto seja belo como foi este.

Abraçamigo

fernando disse...

Se o receptor para quem foi escrita este belo texto, que rompe os limites do amor romântico meramente comtemplativo, para dar as idealizações a possibilidade de acontece, ler este texto tenho certeza que irá procurála imediatamante.