sexta-feira, 18 de setembro de 2009




Arte sem limites

Você se surpreende com o fato de que um simples traço de pincel dá expressão a um rosto? Toca-lhe fundo a alma a junção adequada e precisa das notas musicais? Arrebata, espanta e fascina a forma como a reunião de palavras pode ganhar vida diante de seus olhos? Dá uma olhada nas fotos abaixo, elas mostram a “autópsia de livros” realizada pelo artista Brian Dettmer, que prova como a arte se renova ao longo dos tempos. O seu trabalho consiste em criar verdadeiras esculturas com recortes de livros velhos, dicionários e enciclopédias que antes estariam em uma prateleira empoeirada sem uso.
Um amigo meu chamaria isso de pecado, eu chamo de obra de arte.



























2 comentários:

Eurico disse...

Concordo. Pura arte!

Dauri Batisti disse...

Arte é isto, é o outro modo de dizer VIVA A VIDA com os mais inusitados alfabetos.